Tudo sobre música, leitura e opinião de qualidade
Translate blog
Fãs do Facebook

Redes Sociais




Seguidores do Google

Seguidores diHITT

Total de visualizações
  • 36392Total de leituras:
  • 3Leituras de hoje:
  • 4Leituras de ontem:
  • 37Leituras da semana passada:
  • 135Leituras por mês:
  • 23927Total de visitas:
  • 3Visitas de hoje:
  • 4Visitas de ontem:
  • 35Visitas da semana passada:
  • 112Visitas por mês:
  • 4.57Média de visitas por dia:
  • 0Visitantes que estão online:
Nossos Parceiros
Faça parceria conosco!


Calendário
agosto 2014
S T Q Q S S D
« jul   set »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivo do mês: agosto 2014

The Verve – Forth (2008)

Dos albuns ingleses do rock da década passada com certeza este disco é o maior expoente no que concerne a produção e inspiração do trabalho em si.

Este disco do The Verve é a grande prova de que melodias refinadas e harmonias trabalhadas caminham pacificamente com o rock que aos ouvidos de quem não o conhece é sempre definido como um estilo barulhento e estridente.

Um disco onde guitarras, teclados, pianos e violinos se complementam entre si fazendo de Forth um trabalho homogêneo e coeso musicalmente.

Faixas:

01 Sit And Wonder
02 Love Is Noise
03 Rather Be
04 Judas
05 Numbness
06 I See Houses
07 Noise Epic
08 Valium Skies
09 Columbo
10 Appalachian Springs

Smashing Pumpkins – Adore (1998)

adoreNuma época (1998) onde todas as bandas e artistas de rock estavam com pé forte na música eletrônica, Garbage, REM, U2, Lobão como alguns exemplos a serem citados, o Smashing Pumpkins vinha de uma grandiosa e também traumatizante turnê do multi platinado Mellon Collie and the Infinite Sadness, onde a grande baixa tinha sido a saída de Jimmy Chanberlain por problemas com abuso de drogas.

Billy Corgan se via então sem a sua alma músical nas baquetas e ainda passava um momento pessoal muito difícil (sua mãe com quem teve um convívio muito conturbado estava em estado terminal de câncer e acabara de findar o seu casamento), Billy já vinha dizendo desde a morte de Kurt Cobain que o rock estava morto e que o sucessor de Mellon Collie seria sobre músicas soturnas e com uma volta a forma de se compor música antes do advento do rock n’ roll e do blues.

Continue lendo a postagem…