Tudo sobre música, leitura e opinião de qualidade
Translate blog
Fãs do Facebook

Redes Sociais




Seguidores do Google

Seguidores diHITT

Total de visualizações
  • 38138Total de leituras:
  • 6Leituras de hoje:
  • 74Leituras de ontem:
  • 434Leituras da semana passada:
  • 779Leituras por mês:
  • 25481Total de visitas:
  • 6Visitas de hoje:
  • 71Visitas de ontem:
  • 415Visitas da semana passada:
  • 751Visitas por mês:
  • 58Média de visitas por dia:
  • 0Visitantes que estão online:
Nossos Parceiros
Faça parceria conosco!


Calendário
março 2017
S T Q Q S S D
« fev   abr »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Arquivo do mês: março 2017

Olavo Bilac – Em mim também

Em mim também

Em mim também, que descuidado vistes,
Encantado e aumentando o próprio encanto,
Tereis notado que outras cousas canto
Muito diversas das que outrora ouvistes.

Mas amastes, sem dúvida … Portanto,
Meditai nas tristezas que sentistes:
Que eu, por mim, não conheço cousas tristes,
Que mais aflijam, que torturem tanto.

Continue lendo a postagem


Jonny Lang – Lie to me (Live in GERMANY 1999)

Um dos estilos mais explosivos da música contemporânea é o tal do hard rock.

Isso fica ainda mais evidente quando executado por um bluesman que tem influências de Stevie Ray Vaughan, Albert Collins e Luther Alisson.

Jonny Lang com na época apenas 18 anos de idade toca mais do que muito guitarrista de blues com 40 anos de carreira e leva multidões a loucura na turnê do seu 3º álbum Wander this World lançado em 1998.

Com uma voz inconfundível e uma técnica indescritível para quem tinha apenas 18 anos, Jonny Lang foi o grande artista revelação do final dos anos 90, trazendo o blues para o público jovem e tocando rock como muitos não faziam mais.

Confira o som abaixo e encante com toda a maestria de Jonny Lang.

Continue lendo a postagem


Lana Del Rey – Summertime Sadness

Considero ela a grande revelação da música pop desde o fenômeno musical chamado Adele.

Cantora de músicas introspectivas, densas e melancólicas, Lana Del Rey diz ter sua grande influência de cada genero musical, citando nomes como Elvis Presley, Nina Simone, Billie Holiday, Janis Joplin, Amy Winehouse, Nirvana, Lou Reed…

Apesar de ser uma mulher extremamente bonita (trabalha também como modelo fotográfica) o que mais encanta no seu trabalho é as produções cinematográficas de estilo retrô, fazendo clara referência as décadas de 50 e 60 com o glamour decadente da Hollywood dos anos 40.

Enfim, uma cantora que sabe a medida certa de talento e charme sem apelar para vulgaridades a la Lady Gaga e Rihanna.

Neste post você confere e ouve o grande sucesso de seu segundo álbum, entitulado  Born to Die, do ano de 2012 que chegou ao topo das paradas no iTunes em 18 países.

Continue lendo a postagem