Tudo sobre música, leitura e opinião de qualidade
Translate blog
Fãs do Facebook

Redes Sociais




Seguidores do Google

Seguidores diHITT

Total de visualizações
  • 34255Total de leituras:
  • 6Leituras de hoje:
  • 26Leituras de ontem:
  • 102Leituras da semana passada:
  • 202Leituras por mês:
  • 22136Total de visitas:
  • 6Visitas de hoje:
  • 26Visitas de ontem:
  • 94Visitas da semana passada:
  • 193Visitas por mês:
  • 13Média de visitas por dia:
  • 0Visitantes que estão online:
Nossos Parceiros
Faça parceria conosco!


Calendário
dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Leitura nutre a alma

Indicações de livros que li e gostei.

Marina Lima – Maneira de Ser

marina lima

Dona de uma discografia musical invejável e também a primeira cantora e compositora popular brasileira que fez mpb e rock n’ roll andar lado a lado, podemos dizer que nos anos 80 e 90 Marina Lima teve o mesmo significado para o Brasil que a Madonna tem para o mundo, exagero isso? Com certeza não.

 

Ao longo de sua carreira, suas canções sempre foram o auto retrato falado de sua vida e suas vivências, mas essa sua primeira obra como escritora não vem a tona para dizer somente quem é Marina Lima e sim acima de tudo dizer como a Marina Lima enxerga a música e a cultura brasileira, o que ela pensa sobre a união legalizada de homossexuais, a propagação da internet como meio de comunicação e interação entre as pessoas ou sobre a presença marcante das drogas na sua geração musical.

Continue lendo a postagem…


Lobão 50 anos a mil

lobão

Ele deixa roqueiros radicais inconformados quando menospreza o estereótipo do rock brasileiro dizendo ser um artista de música popular brasileira, irrita bossa – novistas quando diz que ouvir Bossa Nova é tocar punheta de pau mole, tamanho o tédio e o marasmo de ouvir um ritmo tão desestimulante e que só continua sendo moderno para os norte – americanos.

 

Pra quem começa a ler o livro e espera um Lobão rebelde e dilacerador desde pequeno supreende – se com o filho frágil que possui uma mãe super protetora a ponto de deixá-lo muitas vezes sufocado e de pagar mico diante de colegas de escola, quando ainda criança ganha sua primeira bateria e a primeira música que tira por completo no instrumento é nada mais nada menos que Imigrant Song do lendário Led Zeppelin, ou seja ser músico era um destino já traçado na vida dele.

Continue lendo a postagem…