Tudo sobre música, leitura e opinião de qualidade
Translate blog
Fãs do Facebook

Redes Sociais




Seguidores do Google

Seguidores diHITT

Total de visualizações
  • 34255Total de leituras:
  • 6Leituras de hoje:
  • 26Leituras de ontem:
  • 102Leituras da semana passada:
  • 202Leituras por mês:
  • 22136Total de visitas:
  • 6Visitas de hoje:
  • 26Visitas de ontem:
  • 94Visitas da semana passada:
  • 193Visitas por mês:
  • 13Média de visitas por dia:
  • 0Visitantes que estão online:
Nossos Parceiros
Faça parceria conosco!


Calendário
dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Rock também é viola

Grandes canções e versões acústicas do melhor do rock desde anos 60 até os dias atuais

Rolling Stones – Wild Horses (acoustic – 1995)

Como um dos últimos alunos da velha escola do blues, os Rolling Stones sempre compuseram muito bem ao violão.

Essa música em específico, uma das baladas mais clássicas dos anos 70, mesmo não sendo tão romântica quanto Angie.

Em Wild Horses, os Stones mostram a fusão perfeita de Bob Dylan com Gram Parsons dentro do universo da folk music.

Essa versão de 1995, do álbum Stripped, que era uma espécie de lado B e versões alternativas de seus grandes sucessos, mostra um Stones amadurecido no alto dos seus trinta anos de carreira.

Hoje só de carreira eles já tem 55 anos, a música quando é boa não morre, apenas se lapida e aprimora como os bons vinhos europeus…

Ouça abaixo essa grande versão de um dos seus grandes clássicos:

Continue lendo a postagem


Kiss – Rock And Roll All Nite (live acoustic)

Um dos clássicos mais emblemáticos do rock n’ roll numa versão Deluxe:

Totalmente acústica, e com todos os membros que passaram pela banda sem as máscaras maquiadas.

Uma sinfonia hard rocker com duas baterias, dois baixos e dois violões e todos cantando “rock n’ roll toda a noite” por que o rock não tem hora para acabar.

O que eu mais gosto do KISS é essa energia e êxtase de suas músicas sem firulas, solos mirabolantes ou músicas enormes, simplesmente eles fazem o velho e bom rock n’ roll básico.

Confira abaixo esse grande momento da banda:

Continue lendo a postagem


Living Colour – Behind the Sun (acoustic)

Essa banda é uma das minhas de cabeceiras e que sempre estou ouvindo.

Com uma mistura de rock, funk e jazz, o Living Colour sempre faz álbuns muito enérgicos e explosivos.

Mas neste post vemos eles numa faceta pouco explorada que é em som acústico.

Transformaram Behind the Sun que um super hard rock em uma canção pop com apenas um violão e voz.

Confira então no vídeo abaixo a versão acústica da canção.

Continue lendo a postagem


Metallica – Only happy when it rains

A redenção da alma de uma banda de rock alternativo é quando ela é homenageada através de um cover de uma banda de heavy metal.

Foi o que aconteceu em outubro de 2007, onde o Metallica fez um show beneficente somente com covers, dentre eles Dire Straits, Bob Sieger, Judas Priest e também o Garbage.

É incrível como a voz áspera de James Hetfield combina com a letra depressiva e harmonia aflitiva do grande clássico de Shirley Manson e companhia.

Diria até que ficou melhor do que a versão original de estúdio do Garbage.

Confira então logo abaixo, esse grande e inusitado momento do rock n’ roll!

Continue lendo a postagem


Lobão – Pra onde você vai [Acústico MTV]

Todo mundo o conhece pelo seu lado mais ativista em relação a política ou contra a monopolização da música improdutiva via Lei Rouanet.

Agora uma coisa que não é de conhecimento de todo mundo, é que o Lobão é um excelente compositor romântico e não estou me referindo apenas ao clássico Me Chama.

Ao longo da sua carreira ele compôs diversas poesias, poemas e temas sobre amor em forma de canções.

A que trazemos hoje a tona fala da história de uma pessoa que teve uma aventura amorosa muito marcante e ao mesmo tempo passageira, e que se vê ali no vazio de sua casa apenas vivendo de memórias e lembranças da pessoa que o abandonou.

Confira então essa excelente versão acústica e orquestrada dessa música que é do disco A vida é doce de 1999.

Continue lendo a postagem


Stone temple pilots – Dancing days (unplugged Las Vegas 1999)

Stone Temple Pilots já é naturalmente bom e estiloso no som.

Isso fica mais ainda em evidência quando eles escolhem um super clássico do Led Zeppelin para interpretar.

Aliás, de certa forma, podemos dizer que eles são o Led Zeppelin do Grunge, só que de maneira mais punker e distorcida.

Tanto Jimmy Page, quanto Robert De Leo são excelentes criadores de riffs inconfundíveis e absolutos.

E Scott Weiland o cantor mais performático do rock dos anos 90, sentimos muito o seu falecimento e ausência na música atual.

Confira então logo abaixo essa grande versão de Dancing Days.

Continue lendo a postagem


Creed – With Arms Wide Open – Legendado

creedQuando estouraram nas paradas em meados de 1998, muitos o comparavam ao Pearl Jam.

Mas logo, com as letras mais reflexivas (e as vezes obscuras) e com a muralha de guitarras desencadeada pelo genial John Tremonti, se via mais uma grande banda surgida no pós grunge, a exemplo do Foo Fighters nos EUA e do Bush na Inglaterra.

E a frente de tudo isso, Scott Tapp, um grande letrista nato e com um timbre de voz tão abençoado quanto do Eddie Vedder.

Essa música, que sem dúvida é uma das mais iluminada canta a experiência de Scott Tapp ser pai pela primeira vez.

Aumenta o som, por que é canção de qualidade, clássico do rock!

Continue lendo a postagem


Legião Urbana – Metal contra as nuvens (acústico)

legic3a3ourbana-acusticomtvCom certeza, de todas as bandas de rock brasileiras, essa é a mais chegada numa boa viola e violão.

Também escolhi a Legião Urbana, pois nunca compartilhei nenhuma canção deles aqui e eles têm o que o Blog mais preza: boa melodia e canto poético.

Uma curiosidade dessa canção e que talvez os fans adolescentes de hoje em dia não saibam, é a letra de Metal Contra as Nuvens é um protesto ao governo da época: Fernando Collor de Melo (Dragão).

E hoje, por ironia do destino ou compra de votos vivemos situação bem parecida e similar diante da corrupção generalizada e sem partido imune a isso.

O que você acha que Renato Russo diria e cantaria sobre os dias atuais?

Continue lendo a postagem


Red Hot Chilli Peppers – Road Trippin

Do consagradíssimo álbum Californication (1999) que fechou com chave de ouro a década de 90  dentro da história do rock, essa música resume em si toda a felicidade que sentimos quando estamos em paz com o mundo e principalmente com nós mesmos.

Você caro ouvinte e leitor sentirá isso na melodia da música, na voz de Anthony Kiedis  e no cenário e ambientação do vídeo clipe.

Continue lendo a postagem…


Capital Inicial – Cai a noite

Essa canção é maravilhosa por motivos muito óbvios:

É a única do rock brasileiro com levada a “la Led Zeppelin” feita com maestria e devida reverência;

A letra é de uma transcendência poética e emocional incrível por ser feita em cima de uma história simples e cotidiana de qualquer grande cidade urbana;

E é a grande prova de que roqueiros brasileiros sabem tocar violão tão bem quanto os artistas clássicos e imortais da MPB ou da velha guarda do Sertanejo que a geração atual jogou o seu legado no ralo dizendo a grosso modo.

Continue lendo a postagem…