Tudo sobre música, leitura e opinião de qualidade
Translate blog
Fãs do Facebook

Redes Sociais




Seguidores do Google

Seguidores diHITT

Total de visualizações
  • 12Esta postagem:
  • 34255Total de leituras:
  • 6Leituras de hoje:
  • 26Leituras de ontem:
  • 102Leituras da semana passada:
  • 202Leituras por mês:
  • 22136Total de visitas:
  • 6Visitas de hoje:
  • 26Visitas de ontem:
  • 94Visitas da semana passada:
  • 193Visitas por mês:
  • 13Média de visitas por dia:
  • 0Visitantes que estão online:
Nossos Parceiros
Faça parceria conosco!


Calendário
dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Gary Moore — Empty Rooms (Live at Montreux — 2010)

Imagino que neste grande momento da carreira de Gary Moore ao vivo, todos os guitarristas já falecidos do rock e do blues, interromperam seus afazeres na espiritualidade para ouvir essa obra de arte em versão de musica.

Da versão de estúdio, que tem pouco mais de 4 minutos, Gary Moore com a mesma canção te leva a uma viagem musical incrível de onze minutos e meio.

Sua inspiração e o entrosamento com a banda é tão magistral, que nem dá para rotular se a música é rock, blues ou um r & b distorcido, eu prefiro simplesmente chamar de música direta da alma.

Pois com essa versão, você por momentos sente a paz, plenitude e alegria de quem somente é completo por si mesmo consegue sentir em algumas oportunidades da vida.

Veja abaixo esse grande som e sinta por dentro o que tentei explicar em palavras simplórias:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *