Tudo sobre música, leitura e opinião de qualidade
Translate blog
Fãs do Facebook

Redes Sociais




Seguidores do Google

Seguidores diHITT

Total de visualizações
  • 37031Total de leituras:
  • 3Leituras de hoje:
  • 9Leituras de ontem:
  • 60Leituras da semana passada:
  • 126Leituras por mês:
  • 24414Total de visitas:
  • 3Visitas de hoje:
  • 7Visitas de ontem:
  • 54Visitas da semana passada:
  • 114Visitas por mês:
  • 7Média de visitas por dia:
  • 0Visitantes que estão online:
Nossos Parceiros
Faça parceria conosco!


Calendário
outubro 2018
S T Q Q S S D
« jun    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

bandas clássicas do rock

R.E.M. – Drive

Costumo dizer que o rock dos anos 80 tem dois grandes gigantes:

Um deles, fácil de ser adivinhado é o U2, agora qual seria o outro gigante?

Para muitos pode ser o Guns n’ Roses, ou ainda o Depeche Mode o New Order que de fato foram grandes sensações dos anos 80.

Mas eu prefiro dizer que o segundo gigante é o REM.

Neles há a essência do folk rock desde Bob Dylan até Neil Young só que com guitarras distorcidas e cruas muito características do rock alternativo, que viria a explodir na década seguinte.

Poderíamos dizer também que o REM foi uma grande influência de Pearl Jam e Creed.

A banda nos seus 31 anos de carreira (1980 à 2011) emplacou dezenas de hits e clássicos do rock e lançou 15 álbuns de estúdio.

Drive faz parte do disco Automatic for the People (1992). Confira abaixo este grande clássico:

Continue lendo a postagem


AC/DC – The Jack (from Live at River Plate)

Esse é o AC / DC que todos nós gostamos.

Não, não estou falando da época do Bon Scott e sim a formação clássica com o nosso saudoso Brian Johnson.

E Angus Young é um espetáculo a parte com e principalmente SEM  a guitarra, assistam e entendam o porque de eu dizer isso.

Bons tempos do AC / DC e não essa versão atual estranha e contraditória com Axl Rose quebrando o galho nos vocais.

Assista a baixo mais de dez minutos do melhor do blues feito por uma banda de hard rock.

Continue lendo a postagem


Red Hot Chilli Peppers – Californication

Californication é o terceiro single do álbum Californication da banda de rock Red Hot Chili Peppers. Foi o single mais bem sucedido deste álbum, sendo também sua principal canção, por isto o álbum de mesmo nome. A canção trata do lado obscuro de Hollywood.

 

Na autobiografia de Anthony Kiedis, Scar Tissue, ele revela que a banda teve uma enorme dificuldade em compor a música. Kiedis tinha escrito a letra, que achava uma das melhores que ele já tinha escrito, mas a banda não conseguia decidir a forma como a música deve soar musicalmente. Enquanto lutavam com a composição, parecia que não seriam capazes de terminar a tempo de incluí-la no álbum, até que um dia Frusciante entrou no estúdio e disse ter encontrado a melodia. O guitarrista tocou a música como ele a visualizava, e deixou de ser uma canção que poderia ter sido uma reflexão posterior, para se tornar um dos maiores sucessos da carreira do grupo. (Wikipedia).

 

Jã no meu gosto pessoal a melodia da guitarra me remete aos momentos de tédio e cansaço do qual muitas vezes passamos na vida mas que assim como uma música é passageiro, não dura pela eternidade. É uma canção que marcou muito o início da minha fase adulta.

Então, sem mais, veja abaixo esta grande canção do rock contemporâneo!

Continue lendo a postagem


As 5 vozes mais estilosas da história do rock!

O intuito deste artigo não é dizer os que cantam melhor ou os que têm a voz com timbre mais bonito e sim os que possuem uma voz única, marcante ao qual de só ouvir a primeira palavra ou verso você já sabe de qual cantor ou banda se trata.

Procurei fazer essa lista de forma eclética, onde você possa fazer uma viagem nos vários sub gêneros musicais deste pequeno universo chamado rock n’ roll!

1 – Elvis Presley – Jailhouse Rock

Não o considero apenas o Rei do Rock mas o pai absoluto do estilo, mesmo na época havendo caras mais antigos já na estrada como Little Richards ou Bo Didley. Com Elvis o rock deixou de ser uma ramificação do Blues na época para ser um estilo musical próprio. Viva o Rei!

 

Continue lendo a postagem…


Black Sabbath – 13

220px-Black_Sabbath_13

Este é o final do começo / ou o começo do fim… Este são os primeiros versos do triunfal e emblemático retorno dos pais e precursores do heavy metal com Ozzy Osbourne nos vocais juntamente com Tony Iommi e Geezer Butler após 35 anos da separação em 1978. A ausência neste trabalho é de Bill Ward por divergências em questões contratuais. Em 13 o Black Sabbath não teve a pretensão de fazer um heavy metal moderno e sim resgatar o espírito dos 6 primeiros álbuns da formação clássica e original da banda, conseguindo isso com extremo êxito para  deleite dos fãs. Já na temática das letras entra questões como vida e morte, valores morais corrompidos, desregramento sócio – político – religiosos de um mundo decadente e sem salvação.

Continue lendo a postagem…