Tudo sobre música, leitura e opinião de qualidade
Translate blog
Fãs do Facebook

Redes Sociais




Seguidores do Google

Seguidores diHITT

Total de visualizações
  • 42358Total de leituras:
  • 8Leituras de hoje:
  • 7Leituras de ontem:
  • 82Leituras da semana passada:
  • 456Leituras por mês:
  • 28458Total de visitas:
  • 7Visitas de hoje:
  • 7Visitas de ontem:
  • 65Visitas da semana passada:
  • 202Visitas por mês:
  • 8Média de visitas por dia:
  • 0Visitantes que estão online:
Nossos Parceiros
Faça parceria conosco!


Calendário
abril 2019
S T Q Q S S D
« out    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

copa do mundo

Assassinato Coletivo

Ontem estava assistindo uma matéria no fantástico sobre a vida, o dia – a – dia, e a noitada de quem mora na favela, e na matéria os moradores exaltavam muito a questão do calor humano ser mais importante, mesmo com tanta insegurança, violência, tráfico e tiroteio em volta quase que todos os dias nos morros.

Em seguida entrou uma matéria sobre os grupos e artistas de hip hop brasileiro que iriam excursionar no exterior que nem fiz questão de assistir por completo. Fiquei pensando como as pessoas podem se condicionar a serem felizes num lugar onde o risco de morte e a integridade fisica é eminente e mesmo assim a maioria dos moradores dizer que não sairão de lá por nada neste mundo?

Será que querer ter uma casa confortável, um salário e trabalho digno, uma escola de qualidade para os seus filhos é sonhar alto demais, como se isso fosse impossível de alcançar ou de que a luta por isso não recompensa?

Depois de muito refletir fui compor uam letra de música mas que acabou virando uma pequena e profunda crônica social do (des) caminho cultural e social deste país, segue ela abaixo:

Continue lendo a postagem…