Tudo sobre música, leitura e opinião de qualidade
Translate blog
Fãs do Facebook

Redes Sociais




Seguidores do Google

Seguidores diHITT

Total de visualizações
  • 36392Total de leituras:
  • 3Leituras de hoje:
  • 4Leituras de ontem:
  • 37Leituras da semana passada:
  • 135Leituras por mês:
  • 23927Total de visitas:
  • 3Visitas de hoje:
  • 4Visitas de ontem:
  • 35Visitas da semana passada:
  • 112Visitas por mês:
  • 4.57Média de visitas por dia:
  • 0Visitantes que estão online:
Nossos Parceiros
Faça parceria conosco!


Calendário
julho 2018
S T Q Q S S D
« jun    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

portishead

Portishead – Roads

A banda foi formada em 1991  mas lançou o seu primeiro álbum apenas em 1994.

Numa mescla de música eletrônica, pop, gótico e resquícios da melodia do jazz, o Portishead é o maior representante do gênero chamado trip-hop do qual temos também o Morcheeba e Massive Attack como outros grandes expoentes.

Apesar de ter quase 30 anos de carreira, a banda possui apenas 3 álbuns, do qual conseguiram mesmo assim construir uma discografia coesa, inspirada e autentica em relação aos diversos artistas da cena musical atual.

Sempre há rumores da gravação do seu esperado quarto álbum, mas a banda enquanto isso apenas faz turnês e shows ao vivo.

Confira abaixo a versão ao vivo e orquestrada de Roads, gravada no seu DVD ao vivo em Nova York.

Continue lendo a postagem


Skye – Keeping Secrets (2009)

TRANSCENDENTAL: É a palavra que uso para definir este disco da Skye.

Para quem não faz idéia de quem seja ela, a mesma é a cantora do Morcheeba que junto com o Portishead são os grandes expoentes do trip hop contemporâneo.

Trip hop é um estilo musical de ambientações sonoras no teclado e sintetizadores, acompanhado de batidas cadenciadas só que mais leves e sutis que a do hip hop e que pode ser complementada por pianos, guitarras e baixo.

Viaje em toda a classe e elegância musical de “I believe”, adentre outras dimensões em “Not broken”, contate o seu lado mais oculto em “Monsters and demons” e “Wrong Alright” e saia cantando feliz em “Exhale” e claro, saboreie com os ouvidos e alma a voz de timbre único de Skye.