POP anos 90: As cinco melhores canções

pop anos 90

Pop anos 90: Quando uso o termo melhores pop’s dos anos 90, todos devem pensar no:

  • girl power das Spice Girls, ou
  • da princesinha inglesa do pop Britney Spears,
  • ou mesmo nas Destiny Child ou Jennifer Lopez.

Mas a resposta é NÃO!

Não é pra falar do pop fabricado da MTV e sim do POP que é feito por quem entende do estilo.

Então vamos para o TOP FIVE POP ANOS 90 do blog Cultura de Atitude:

1 – Madonna – Erótica (Pop anos 90)

Madonna já era consagrada como rainha absoluta do pop anos 90 e inclusive já tinha deixado a Igreja Católica horrorizada com o clipe de Like a prayer onde ela tenta e seduz um padre.

Mas nos anos 90 ela foi mais longe ainda no quesito quebra de tabus sexuais com os excepcionais discos:

  • Erótica (1992)
  • Bed Time Stories (1995)

Neste vídeo clip escolhido aqui como a melhor canção pop dos anos 90, Madonna é uma dominatrix sadomasoquista onde seus fetiches são intercalados com imagens de mulheres seminuas na praia e na rua e com insinuações de lesbianismo.

Mas tudo feito com arte e inteligência ao invés dessa coisa marqueteira, extravagante e forçada da Lady Gaga do início de carreira.

 

 

2 – George Michael – Fast Love (Pop anos 90)

Se Michael Jackson é o rei absoluto do Pop então George Michael sem dúvida nenhum é o seu principal assessor e súdito do rei.

Numa das canções de trabalho de Older (1996) que pessoalmente considero o seu melhor trabalho musical, George Michael está num apartamento luxuoso que mais parece uma mega suíte de motel.

Com modelos femininas e masculinos sensuais, esbeltos e simétricos, simulando momentos íntimos, fantasias sexuais ou simplesmente dançando alegremente como se estivessem numa balada.

 

3 – Alanis Morissette – One (Pop anos 90)

Ela alcançou a marca 27 milhões de discos vendidos do trabalho que a estourou e consagrou no meio artístico naquela época (Jagged little pill – 1995).

Mas no disco seguinte (Supposed Former Infatuation Junkie – 1998) composto após voltar de uma viagem a Índia para se recuperar de uma crise existêncial é que Alanis compôs essa pérola musical, daquelas que chamamos de pop perfeito.

Com uma das letras mais instigantes e envolventes da história da música contemporânea, Alanis fala da guerra sem precedentes do poder feminino com a imposição mundana da vida.

UM CLÁSSICO ABSOLUTO!

4 – Garbage – Milk (Pop anos 90)

O Garbage é rock n’ roll dos bons porque sabe ser pop ou é pop dos bons porque sabe ser rock n’ roll?

Perguntas e dúvidas a parte, essa música encerra maravilhosamente o seu disco de estréia (Garbage – 1995).

Disco que vendeu 4 milhões de cópias no mundo àquela época e que foi indicado para 3 categorias do Grammy (feito notável para uma banda que se enquadrava no perfil de rock alternativo).

A música em si tem uma levada de bateria e baixo hipnótica complementada por dois teclados que são uma verdadeira orquestra sinfônica com ambientação trip – hop.

Outra pérola sem sombras de dúvida.

5 – Republica – Ready to go (version remix)

Banda dona do super hit Ready to Go que tocou a exaustão tanto nas rádios de rock, quanto nas discotecas de todo mundo com sua versão remix em 1997.

O República era uma banda que acrescentava elementos do rock e da música eletrônica numa música pop dance fazendo um som explosivo e dançante capaz de levantar mortos de suas tumbas.

A banda possui dois álbuns de estúdio:

  • (Republica – 1996) e
  • (Speed Ballads – 1998)
  • um coletânea (Ready to go: The Best Of – 2002).

Voltaram a tocar ao vivo em 2010 e lançaram o álbum ao vivo (Live at the Astoria – 2013).

Esperamos que gostem destas indicações do blog Cultura de Atitude.

Achou que algum artista ficou de fora e foi injustiçado, indique – o através do seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *