Djavan – Oceano (versão ao vivo)

DjavanDjavan: Nada melhor do que ele, dentro da sua poesia e melodia inigualável para estreiar a categoria – A Moderna MPB.

O meu primeiro contato com o trabalho do Djavan foi aos 10 anos de idade.

Na época, cursando a quarta série do primário, a professora pediu para que a gente fizesse um caderninho de poesia.

Enquanto os outros colegas de sala ‘se matavam” para escrever alguns versos rimados, eu peguei os livros de português dos meus primos que estavam no ginásio e ensino médio, e comecei a folhear todas as composições de Vinícius de Moraes e Djavan.

Ao ler Oceano, uma emoção muito maior e mais ampla do que a minha pouca maturidade da infância pulsou em meu coração.

E depois de algum tempo ouvi a mesma música, que era tema principal de uma novela da Globo.

E outras canções de Djavan desde então marcaram a minha vida:

  • Um amor puro: Canção em que sentia toda a devoção pelo grande amor que tive na minha vida no ano de 2007.
  • Pétala: Que marcou o início do namoro mais importante que tive na minha vida em 2010
  • Sorri: Interpretação de um poema de Charles Chaplin do qual amenizava a grande tristeza que senti no ano de 2013.

Djavan é poeta de verdade, muito diferente de Caetano Veloso que apenas combina bem frases e notas musicais.

Djavan no violão traz a plenitude do amor, e na guitarra traz o triunfo da paz, ternura e singeleza.

Então com muita honra, ele é o mestre de cerimônia, que abre esse quadro do nosso blog voltado a MPB Moderna, ou seja, dos últimos 40 anos da música brasileira.

E você caro leitor, quem você gostaria que a gente fizesse um artigo e publicação do cancioneiro da música popular brasileira?

Curta abaixo então, uma versão ao vivo e intimista de Oceano e tente não se emocionar… !!!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *